segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Oradores espiritas X Vegetarianismo

Imagem: Pizza Vegana



"O sinal mais característico da imperfeição do homem 

é o seu interesse pessoal".

Allan Kardec




Nos vemos mais uma vez obrigados a estudar e a rebater alguns argumentos, novamente do orador espírita Raul Teixeira. Em outra série de artigos que recebemos através do Fale Conosco, voltamos a dizer que não queremos desmerecer seu conhecimento espírita, mas mostrar que ele se engana em alguns assuntos, sobretudo quando tenta falar em vegetarianismo/animais.

O texto fez parte da palestra da "Inauguração da Sociedade Espírita Meimei - Campo Mourão - 1988", esperamos que o pensamento do orador tenha se transformado desde 1988 para cá, já que o tema da palestra era "Transformações Humanas" .

Mesmo assim, conscientes de que muitas pessoas ainda podem acessar a palestra e depois de ler ter a ideia errônea de que os mais pobres não podem realizar uma transformação moral devido aos custos, resolvemos explicar detalhes que o orador novamente parece ter se esquecido de comentar em sua fala ; como ele mesmo se referiu a um dirigente espírita[1] em relação a Doutrina, talvez ele esteja obtuso em relação aos animais e a uma alimentação vegetariana.

Resumindo grande parte da palestra: Raul Teixeira comenta que  tentou deixar de comer carne porque desejava se tornar um bom médium e depois de muito falar em Transformações Humanas ele inicia seu discurso a favor do abate de animais[2]:


Imagem: Raul Teixeira, orador espírita
"[...] a partir daquela noite, já não comia a comida que era feita com gordura animal. Então, imaginemos a casa de pobre, o transtorno que a gente cria quando começa com esse negócio isso come, não come aqueloutro, porque todo mundo come a mesma comida. Então, vocês imaginam o transtorno que eu criei.O tempo passou. Um ano. Eu estava de olheiras. Com rosto largo, estrutura óssea larga. Eu emagreci demais. Fiquei uma coisa. A memória começou a falhar. Foi me dando aquela coisa. Eu estava um decrépito, mas não comia nada. Alface ao molho pardo."


Notamos primeiro, além da ironia, grande falta de conhecimento em relação a mudança, aliás a "Transformação Humana", tema da palestra parece ser para outros apenas. Não é de esperar que um orador espírita, conhecedor da ideia de Kardec sobre instruir-se[3] tenha se esquecido que a reeducação alimentar se faz por meio de instrução/estudo e amor, mas não amor próprio, já que seu primeiro interesse não era zelar pela vida dos animais, mas, se tornar um médium melhor, e aqui cabe repetir novamente a frase de kardec:


"O sinal mais característico da imperfeição do homem é o seu interesse pessoal".



Todos somos imperfeitos, mas é dever de todos, buscar a perfeição parcial que nos aguarda. Mesmo que em 1960, aliás e faremos uma ressalva aqui , sempre existiram vegetarianos ricos e pobres em todos os séculos da humanidade, o que já desqualifica a colocação de des-conhecimento sobre o assunto devido a tal ou tal época, como alguns insistem em colocar[4], portanto não se pode dizer que em 1960 não se conhecia absolutamente nada sobre vegetarianismo.

Logo em seguida ele comenta que era uma casa de pobre, dando a impressão que pobre não pode ser vegetariano por ser uma reeducação alimentar elitista e já postamos no Blog um artigo sobre a alimentação vegetariana ( Alimentação vegetariana é mais cara?) sair bem mais em conta que uma alimentação a base de carne; talvez seja preciso lembrar os oradores que as pessoas passam fome não porque não conseguem comprar carne, mas porque não conseguem comprar o básico que são os grãos e as oleaginosas, o conhecido arroz e feijão.

Afinal, quais alimentos é que são doados nas épocas de grandes necessidades, quilos de carne ou de arroz e feijão???

Dizem os nutricionistas que a combinação de ambos é a mais perfeita em termos nutricionais:

"Segundo a Embrapa, um prato de arroz com feijão garante a absorção de mais de 80% da sua proteína. [...] "Além de ser uma excelente fonte de proteína, o arroz oferece carboidratos, vitaminas e sais minerais", diz Luci Uzelin, coordenadora da Nutrição do Hospital Israelita Albert Einstein HIAE.[...] O Guia Alimentar do Ministério da Saúde prevê a ingestão de arroz e feijão todos os dias.[...]O consumo diário desses alimentos também ajuda a prevenir doenças. "

 
Ao tentar colocar o vegetarianismo como culpado pela doença que ele diz, iniciou-se em seu organismo, Raul Teixeira deixa velado que foi seu completo desconhecimento, talvez até uma grande falta de interesse pela alimentação em si que o fez emagrecer, já que seu único objetivo, como já vimos em outros artigos ,não eram os animais, mas sua própria mediunidade.

Queremos pensar que foi por ironia e não apenas por desconhecimento que o afamado orador colocou que comia simplesmente alface ao molho pardo, dieta não vegetariana, afinal o molho pardo é feito com o sangue da galinha, um animal que possui alma e que é senciente e pior, deveria evoluir mas teve sua evolução travada nas mãos dos seres humanos; e que a alface não é a única alimentação de um vegetariano, até porque existem inúmeros vegetarianos que não gostam dela.

Era evidente que sua mediunidade não iria melhorar, posto que o egoísmo não transforma e sim o amor; ser vegetariano não é mudar por pensar em si mesmo, mas mudar por pensar no outro. Não foi o caso do orador.

Já postamos essas frase aqui mas colocaremos novamente:

Imagem: Abate de bovinos
724. Será meritório abster-se o homem da alimentação animal, ou de outra qualquer, por expiação?
R.Sim, se praticar essa privação em benefício dos outros. Aos olhos de Deus, porém, só há mortificação, havendo privação séria e útil. Por isso é que qualificamos de hipócritas os que apenas aparentemente se privam de alguma coisa.” 

Por outro, essa é a chave principal da expiação, do abandono da alimentação a base dos corpos dos irmãos animais.O que impressiona em certas atitudes de alguns oradores é a raiva que lhes toma quando se tira a palavra Carne e se coloca corpos, quando se transforma a palavra bifinho em animais. mas gostem ou não, a carne que vocês comem, pasmem, é nada mais nada menos que seres vivos em evolução, tal como nós, seres sencientes, física e psicologicamente. Mas Kardec não colocou isso no Livro dos espíritos? Colocou, só que essa parte, exatamente essa parte não é estudada como as demais, afinal, fala apenas de animais, seres que muitos oradores julgam ainda, seres inferiores.

Desconhecimento? 

Só ele pode dizer.

Mais adiante ele diz ter retornado a alimentação carnívora, o que o teria feito melhorar, mais uma prova do desconhecimento dele em relação a alimentação; e como todo bom defensor da alimentação a base de irmãos animais ele leu, decorou e repetiu a questão 723 - que também já explicamos neste Blog - A frase mais usada e a mais mal compreendida do Livros dos Espíritos. " A carne nutre a carne" - (Vide artigo em; O Espiritismo e os animais:Ciência, Filosofia e Religião numa jornada de amor. pt 12:)

Vamos explicar mais uma vez e mais detalhadamente sobre os custos de uma alimentação vegetariana em confronto com uma alimentação carnívora.

A princípio tanto uma quanto outra se equivalem desde que sejam bem planejadas. O que não é o caso da maioria das pessoas que ingerem corpos de animais.Sabemos que muitas pessoas que se alimentam de carne podem, como ocorreu com o orador, ter anemia, isso porque as pessoas criam a falsa ideia de que a carne é o alimento mais saudável e o mais capaz de suprir todas as necessidades do organismo.

Mesmo assim muitos tem anemia e nem se cuidam porque acreditam que estão comendo de acordo com o que a grande massa diz: "A carne nutre a carne". Parece, ao lermos o trecho acima, que pobre tem dinheiro para comprar carne mas não tem dinheiro para comprar legumes - embora morando todos juntos-, o que nos parece muito estranho.

Vamos dar uma olhada na pirâmide alimentar;



A base, que é o alicerce da alimentação, seja vegetariana , carnívora ou vegana, é formada pelos cereais e tubérculos (batatas, mandioca), seguida das hortaliças, frutas e leguminosas. Essa é toda a base das três alimentações, com a diferença que tanto o vegetarianismo quanto o veganismo são opções que zelam pelo Outro, nesse caso o animal, e não pela própria pessoa.

É a base/alicerce que não permite a anemia e é ela que não permite o emagrecimento, se o orador tivesse se atentado ao menos para a base da Pirâmide Alimentar não teria adoecido.

Somente perto do topo da Pirâmide é que encontraremos a carne e notem bem, em poucas porções, bem ao contrário da base da Pirâmide. 

Resumindo: a alimentação se baseia nos carboidratos (grupo1), hortaliças (grupo 2) e legumes (grupo 4, dividido com a carne). Como falamos de uma dieta vegetariana e não vegana, não falaremos aqui dos ovos e dos laticínios.

A base de uma Pirâmide Alimentar seria simples e barata:
 
Cereais(pães, massa, arroz)
Carboidratos,glicose, amido
Legumes e verduras(brócolis, couve,cenoura, beterraba, abóbora
Vitaminas, fibras, sais minerais, inclusive ferro
Frutas
Vitaminas, fibras, sais minerais,frutose
Leguminosas(feijão,ervilhas, grão-de-bico, lentilhas, soja)
Proteínas, sais minerais, inclusive o ferro


Se, e é o que parece diante do trecho descrito, a família pobre não pode comprar a base da Pirâmide, como poderia então sobreviver apenas se alimentando de carne? 

Substituição era a chave mágica que o orador não conseguiu des-velar.

Ao substituir a carne - que não é barata e o pobre ao qual ele se refere não tem acesso fácil à ela -  não há um aumento de custo como o que é proposto durante a palestra e a alimentação vegetariana - ao contrario do que é dito - não se torna elitista ,como o que parece, querem descrever.

Já falamos aqui sobre o preço da alimentação vegetariana, ela é mais cara desde que queiramos comprar tudo pronto ( hambúrguer, kibes, coxinhas, etc). 

A única diferença, utilizando-se ainda a Pirâmide Alimentar, é a substituição das carnes por mais vegetais, sem contudo aumentar o gasto como é colocado na palestra em questão.

Somente uma pessoa não instruída vai acreditar que vegetariano se alimenta apenas de alface, já que arroz, feijão, ervilhas entre outras oleaginosas, são estritamente alimentos Vegetarianos e substituem a carne.Além disso, muitas verduras e muitos legumes podem ter cascas e talos aproveitados o que contribue para uma alimentação saudável.

Qual é mesmo o obstáculo para uma alimentação vegetariana?

DESCONHECIMENTO


Esse é o único obstáculo para uma boa reeducação alimentar e para uma verdadeira Transformação Humana

O motivo para se tornar vegetariano nunca deve ser "nós mesmos", "nossa mediunidade" , "eu, e eu somente", mas a visão do sofrimento do Outro, daquele que é a vítima de nossa gula, daquele a quem chamamos de irmão na frente dos outros e mais tarde os devoramos em nossas mesas. 

Não pode, nem haverá qualquer Transformação Humana , enquanto falamos de amor sem conhecer todos os meandres de seu significado. Não podemos impedir uma guerra entre humanos enquanto travamos uma guerra cruel contra outros irmãos só porque os chamamos de animais.

As mãos que cuidam não podem ser as mesmas mãos que matam, mutilam, causam tanto sofrimento.

Os lábios que oram não podem ser os mesmos lábios que devoram, que escondem as marcas de sangue por detrás de orações de amor.

As Transformações Humanas demoram?

Só demoram o tempo que levamos para rejeitá-las.

Quanto tempo faz que você está rejeitando a sua transformação? 



Simone Nardi








Notas:

1- Colocação usada por Raul Teixeira ao se referir ao dirigente:"Visitei uma Instituição e, no primeiro contato, eu notei que o dirigente era obtuso em conhecimento espírita. Não conhecia nada, mas era dirigente. Nós temos o outro lado."

2- Não podemos nos esquecer que "animais", são todos os seres sencientes (passíveis de sentir física e psicologicamente) , possuidores de alma e que se encontram neste Planeta para evoluir ao lado dos seres humanos e não sob seus pés.

3- Ao contrário do que alguns espíritas alegam o Instruir-se , tão bem orientado por Kardec, não se restringe somente ao estudo da Doutrina Espírita, mas em todas as relações sociais , científicas e filosóficas na qual existimos, pois é nossa vivência no mundo que moraliza o Espírito.

4 - Algumas pessoas ainda hoje dizem que comem carne porque quando nasceram não existia tantas informações sobre vegetarianismo, até concordamos que nos dias atuais a informação cai em nosso colo, mas alegar que não ocorreu qualquer transformação por falta de informação é desmerecer a própria capacidade.


Referências:




* Embora essas duas cartilhas tragam alimentos como carnes , peixes, e laticínios, é importante conhecer para saber como reaproveitar sobretudo leguminosas e verduras.





Simone Nardi



Gostou deste artigo? 
Mande um recado pelo
Nos Ajude a divulgar 





©Copyright Blog Irmãos Animais-Consciência Humana - Simone Nardi -2014
 Todos os direitos reservados 
RESPEITE OS DIREITOS AUTORAIS - CÓPIA E REPRODUÇÃO  LIBERADAS DESDE QUE CITADA A FONTE - 2014


6 comentários:

  1. A cada dia admiro mais o seu trabalho. É fonte de muita informação. Ainda sofro críticas por ser vegetariana mas, ao contrário do que dizem e compartilhado sua informação, é mais barato ser vegetariano. Almoço fora e, por não comer carne, pago mais barato e não me falta nada! Como verduras e legumes todos os dias, coisa que não faria se cozinhasse em casa. Detalhe: o resultado dos meus exames anuais é considerado pelos médicos como padrão da medicina.

    ResponderExcluir
  2. Oi Yara
    Agradeço de coração seu apoio e incentivo. Todos que tentam alertar sobre o que ocorrer com os animais são criticados, seja pelos amigos, pela familia, ou até mesmo dentro da casa que frequenta.Eu tambem tenho que almoçar fora todos os dias e noto a quantidade de coisas que é possivel comermos sem causar mal aos animais, o que falta mesmo, eu acho, é boa vontade.
    Sugira temas para estudos Yara ou nos passe ideias para novos artigos, é assim que podemos informar melhor a cada dia
    Grande abraço e grataa pela companhia constante e alegre
    Si

    ResponderExcluir
  3. “Era evidente que sua mediunidade não iria melhorar, posto que o egoísmo não transforma e sim o amor; ser vegetariano não é mudar por pensar em si mesmo, mas mudar por pensar no outro. Não foi o caso do orador."

    Perfeito, Simone Nardi! Infelizmente, tem muita gente no meio espírita que adora falar em amor e caridade... mas, tudo fica só na teoria. Na prática, o que demonstra mesmo é a VAIDADE e o EGOISMO... Quando o assunto é vegetarianismo, o paladar fala mais alto. Não seria mais honesto assumir suas imperfeições, ao invés de inventar mentiras? Esse tipo de gente desonesta me decepciona, a cada dia...

    Continue com o seu belo trabalho, Simone. Eu te admiro muito, sabia? E que Deus te abençoe muito por defender os nossos irmãos menores, seres sencientes, passíveis de sofrimento e dor.

    Um beijo, querida!

    Wilma

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Wilma

      Eu que agradeço o incentivo, criamos este espaço exatamente para demonstrar que muitos falam porém não agem conforme suas palavras;
      Aceitamos todas as colaborações neste sentido, esteja sempre conosco.
      Bjs
      Si

      Excluir
  4. Simone, sinto-me feliz demais ao ler um texto bem escrito como esse. Sou Espírita praticante (trabalho e estudo a doutrina em duas casas,uma delas é a Asseama) e sou Vegana por amor aos animais. Parabéns a toda equipe do blog que conheci hoje. Vou divulgar no meu facebook, pois lutamos pela mesma causa que é a evolução dos seres humanos e o direito dos animais. Bjos a todos

    ResponderExcluir
  5. Olá, ficamos honrado com seus comentários, é isso que nos impulsiona a perseverarmos nessa jornada, sempre dizemos, são vocês que nos ajudam a fazer o Blog.
    Grande abraço
    Simone

    ResponderExcluir

Comente; Sugira; Critique; Trabalhamos a cada dia para melhorar o Blog Irmãos Animais - Consciência Humana