segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Vegetarianismo e Espiritismo:Discussão de livro: pt1


Homem-Boi invertidos



"Muito pouco da grande crueldade mostrada pelos homens pode ser atribuída realmente a um instinto cruel. A maior parte dela é resultado da falta de reflexão ou de hábitos herdados”. 
Albert Schweitzer



Recebemos alguns emails através do Fale Conosco sobre comentários tecidos por oradores espíritas a respeito da alimentação vegetariana. Depois de procurar em muitos sites , ler e reler alguns trechos, vimos que seria realmente necessário, embora com muita cautela, escrevermos a respeito do assunto, já que os poucos escritos que encontramos, como é de costume, costumam justificar e não ir contra o que falam tais oradores.

Recebemos dois emails diferentes com dois livros diferentes, vamos colocar aqui os trechos que nos foram enviados e comentar a respeito do que vemos, do que percebemos e do que sabemos sobre o assunto, sobretudo no que tange a parte animal.

Um dos livros se chama "Diretrizes de Segurança", de Divaldo Franco e Raul Teixeira. Vamos esclarecer que não queremos desmerecer os oradores, mas mostrar ao leitor e aos oradores espíritas o perigo que suas palavras representam se não forem ética e moralmente colocadas, se não demonstrarem respeito, amor e benevolência pelos seres vivos, qualquer que seja a raça ou espécie. Eles possuem a visão que a humanidade possui dos animais: seres objetos. E é essa visão que desejamos tirar deles e de qualquer outro que caminhe pela trilha do Especismo. Estariam errados os espíritos que os guiam? Se forem especistas e colocarem os seres humanos acima de toda Criação, não podemos com certeza dizer que estão no caminho correto, mas podemos imaginar que, o que ocorre do lado de cá - Especismo- igualmente ocorra do lado de lá.

Se não fosse assim por que ocorreriam tantos problemas dentro das Casas Espíritas que desejam iniciar um trabalho de assistência espiritual de animais? Por que ocorreriam tantos melindres entre os espíritas quando se tocasse no assunto vegetarianismo? Isso ocorre ainda, devido ao Especismo cristalizado em nosso ser.

Sabemos que corremos certo risco de sermos acusados de tentar denegrir a imagem dos oradores, mas interpretaremos seus ensinamentos e daí tiraremos a ideia de especismo ou não, o próprio leitor poderá, sozinho, chegar a sua conclusão.

Primeiro Livro: "Diretrizes de Segurança"

Na nona parte deste livro, Raul Teixeira é questionado sobre a alimentação vegetariana ser ou não melhor para os médiuns : 


A alimentação vegetariana será a mais aconselhável para os médiuns em geral?

Raul - A questão da dieta alimentar é fundamentalmente de foro íntimo ou acatará a alguma necessidade de saúde, devidamente prescrita. Afora isto,para o médium verdadeiro não há a chamada alimentação ideal, embora recomende o bom senso que se utilize de uma alimentação que lhe não
sobrecarregue o organismo, principalmente nos dias da reunião mediúnica, a fim de que não seja perturbado por qualquer processo de conturbada digestão que, com certeza, lhe traria diversos inconvenientes.
A alimentação não define, por si só, o potencial mediúnico dos médiuns que deverão dar muito maior validade à sua vida moral do que à comida obviamente.
Algumas pessoas recomendam que não se comam carnes, nos dias de tarefa mediúnica, enquanto outras recomendam que não se deve tomar café ou chocolate, alegando problemas das toxinas, da cafeína, etc., esquecendo-se que deveremos manter uma alimentação mais frugal, a partir do período em que já não tenha tempo o organismo para uma digestão eficiente.
É mais compreensível e me parece mais lógico, que a pessoa coma no almoço o seu bife, se foro caso, ou tome seu cafezinho pela manhã, do que passar todo o dia atormentada pela Vontade desses alimentos, sem conseguir retirar da cabeça o seu USO, deixando de concentrar-se na tarefa, em razão da ansiedade para chegar em casa, após a reunião e comer ou beber aquilo de que tem vontade.
Por outro lado, a resposta dos espíritos à questão 723 de O Livro dos Espíritos é bastante nítida a esse respeito, deixando o espírita bem à vontade para a necessária compreensão, até porque a alimentação vegetariana não indica nada sobre o caráter do vegetariano. Lembremo-nos que
Hitler era vegetariano e que o médium Francisco Cândido Xavier se alimenta com carne.

Analisando as palavras acima nos vemos obrigados a trazer para a realidade os conceitos que são citados no livro; para isso vamos ter que rever primeiro o que já sabemos a respeito dos animais, do significado de alimentação e do significado de bife.

Concordamos plenamente que a alimentação é fundamentalmente de foro íntimo, assim como o alcoolismo, o vício do cigarro e das drogas, dos abusos sexuais entre outras escolhas que nós , seres humanos racionais, fazemos todos os dias.

Iniciemos nossa reflexão questionando e indo buscar em nosso estudos o que são os animais para ver se os encontramos no trecho do livro que acabamos de ler:

Pelo lado material podemos afirmar que os animais são seres sencientes física e psicologicamente, basta buscarmos no artigo " Não é mais possível dizer que não sabíamos"  ou dar uma olhada na palestra que apresentamos no GFFA sobre Consciência Animal . Não há mais como negar que os animais sentem medo, amor, dor e sensações de carinho; o que nós causamos à eles é responsabilidade nossa diante do que já sabemos.Aquele animal, boi, vaca, galinha ou suíno que caminha para o abate é este Animal Senciente, estando isso claro,vamos prosseguir na reflexão dos demais conceitos.

Imagem: Boi , animal senciente e possuidor de alma

Pelo lado espiritual sabemos que são, como todos nós, Centelhas Divinas  portanto, nossos irmãos na trilha evolutiva; para tirar a dúvida temos dois artigos Evolução da Alma dos Animais, por Marcel Benedeti e Origem e Evolução do Princípio Inteligente , além de duas apresentações de palestras que já realizamos Progressão da Alma Animal  e Animais, Alma e Plano Espiritual  . Se ainda assim restar qualquer dúvida de que os animais possuem alma, podemos dar uma pequena lista  de artigos do blog que falam sobre o assunto, o leitor em dúvida pode ler todos eles antes de prosseguir a leitura deste artigo; vamos citar apenas alguns : Os Animais tem Alma? , Demonstração Positiva da Alma dos Animais , Nos Degraus da Evolução . Aqui repetimos que aquele animal, boi, vaca, galinha ou suíno que caminha para o abate é este Animal que possui uma Alma(espírito encarnado) em evolução, estando também esta parte esclarecida prosseguiremos.

Relendo o trecho do primeiro livro- sem esquecer que a pergunta se refere ao vegetarianismo que é a exclusão da carne de animais da alimentação - não é possível que observemos que os ANIMAIS que citamos a pouco estejam sendo vistos pelo autor. Ele fala sobre dieta alimentar - o vegetarianismo não é apenas uma dieta alimentar - depois são usadas as palavras alimentação,comida, carnes (mesmo esta não permite que os seres humanos façam a conexão dela com a morte de animais) e talvez a mais agressiva   bife, que esconde completamente o animal e a atrocidade que foi cometida com ele.

É fácil notar que não se faz qualquer alusão aos verdadeiros representantes do assunto em pauta : os animais. Eles ficam a margem do comentário, ignorados e marginalizados como sempre foram. Por isso a necessidade de retornarmos aos verdadeiros conceitos, pois o texto esconde a verdade para aliviar o egoísmo humano.

A alimentação carnívora, a carne e o bife são exatamente o seguinte:



Alimentação Carnívora
Alimentação a base de corpos de animais
Carne
Pedaços de animais sencientes física (dor)e psicologicamente (medo)
Bife
Pedaços de animais que são Centelhas Divinas e que possuem alma,nossos irmãos



Deixando mais uma vez claro estes conceitos , podemos dar prosseguimento a análise do texto em questão, pois agora sabemos realmente a que se refere , o que justifica e o que libera ao médium.

É assim que começamos então a perceber que não há qualquer preocupação com o irmão animal na resposta a questão. Fica evidenciado que a única preocupação, durante toda a resposta, é com o médium em si e com o andamento do trabalho mediúnico. Esqueça as vítimas, vá trabalhar a mediunidade. 

Afora isto,para o médium verdadeiro não há a chamada alimentação ideal, embora recomende o bom senso que se utilize de uma alimentação que lhe não sobrecarregue o organismo, principalmente nos dias da reunião mediúnica, a fim de que não seja perturbado por qualquer processo de conturbada digestão que, com certeza, lhe traria diversos inconvenientes.
O médium e a mediunidade apenas.Não há qualquer referência a dor dos animais, apenas com a gula alimentar dos médiuns, a preocupação gera apenas em torno dessa gula e de sua possível perturbação se caso não devorar o irmão animal:

É mais compreensível e me parece mais lógico, que a pessoa coma no almoço o seu bife, se for o caso, ou tome seu cafezinho pela manhã, do que passar todo o dia atormentada pela vontade desses alimentos.
Homem-Boi- invertidos

Mas é essa linha especista de pensamento que vai fazer com que, na verdadeira compreensão do conceito de Animais, todo o texto caia em contradição, vejamos por que.

A alimentação não define, por si só, o potencial mediúnico dos médiuns que deverão dar muito maior validade à sua vida moral do que à comida obviamente.

Ao longo desta pequena discussão sobre o livro descobrimos que os animais materialmente encarnados são seres sencientes e que espiritualmente possuem almas em evolução. Não precisamos descrever aqui o que ocorre dentro de um abatedouro de animais, basta assistir alguns trechos do Filme " A Carne é Fraca" (INR), para vermos como nossos irmãos são retirados do corpo material e voltam ao plano espiritual. É algo des-humano, ou seja, sem qualquer humanidade, mas tudo isso fica esquecido durante a resposta.

Qualquer um que assista a um abate de animal vai sentir-se desequilibrado emocionalmente, tamanha agressão e violência contra a vida. Sim contra a vida,e isso nos torna imorais e antiéticos. Não somos apenas imorais ao tirar a vida de um animal, somos ainda mais antiéticos por esquecer aquele que, para muitos, é o objeto de sua compaixão : os seres humanos. Todos os anos obrigamos milhares de pessoas a se submeterem a uma dessenssibilização em relação aos animais para que possam tirar-lhes a vida sem qualquer peso na consciência. Somos nós que lhes causamos os mais diversos transtornos psicológicos e as mais diversas doenças.

De que adiantaria-lhes tomar o passe ou a água fluidificada a noite, nas mãos de um médium que durante o dia o obrigou a matar um animal para que se transformasse em um bife?

Vejamos agora como ficam as frases acima citadas já que trouxemos tudo isso para nossa realidade:

É mais compreensível e me parece mais lógico, que a pessoa coma no almoço o seu bife(coma no almoço o irmão animal senciente e possuidor de alma, depois de ter obrigado seu irmão humano a tirar-lhe a vida), se for o caso, ou tome seu cafezinho pela manhã, do que passar todo o dia atormentada pela vontade desses alimentos( o fato de ter obrigado outro ser humano a tirar a vida de um animal senciente/Alma parece não atormentar ninguém)

Imagem: Suínos
A alimentação não define, por si só, o potencial mediúnico dos médiuns que deverão dar muito maior validade à sua vida moral (como ser moral no momento em que tiramos a vida de um ser senciente/alma e obrigamos um ser humano a fazer isso por nós?) do que à comida obviamente(comida aqui subentenda-se Animal Senciente, possuidor de alma)."
 
É perceptível a justificação de nossos atos violentos contra animais durante o trecho que descrevemos acima. Matar para continuar "vivos" as custas de Outro irmão é o que definimos como ALTAMENTE IMORAL  e ANTIÉTICO. Ou seja, solicita-se a valorização da gula e não da vida animal, o que contraria toda e qualquer ética e toda e qualquer moral.Uma enorme contradição quando inserimos o animal na resposta, quando o desvelamos ao longo do texto.

Para darmos validade a nossa vida moral, deveríamos ao menos nos preocupar com a vida dos demais seres, sem isso tanto nós "Umanos"[1] quanto nossa ética e nossa moral são totalmente Incompletos.

Porém, a dúvida maior nos surge neste pequeno trecho e da qual podemos, cientificamente, discordar e pior, vemos que por mais uma vez, tanto os oradores quanto os próprios espíritas caem em contradição:

Imagem: Chico Xavier
[...]até porque a alimentação vegetariana não indica nada sobre o caráter do vegetariano. Lembremo-nos que Hitler era vegetariano e que o médium Francisco Cândido Xavier se alimenta com carne.


Imagem: Hitler


Não podemos dizer, nem os oradores poderão alegar, que quem é vegetariano ou espírita carnista possui um caráter digno, ético e moral. Todos temos falhas, até mesmo eles, eu e você que nos lê. O espírita vegetariano ou o espirita carnívoro possui falhas morais, pois isso costumamos dizer que estamos em Evolução, se estivéssemos evoluídos não estaríamos tendo esta discussão.

Este fraco argumento é apenas mais uma justificativa para que permaneçamos violentando os animais em nome de nosso insaciável apetite carnista. Mas o que mais nos assusta são as referências finais à Chico Xavier e a Hitler. já postamos no blog e em outros sites o texto que esclarecia sobre essa "desculpa" carnista: Desconhecimentos e Desentendimentos Sobre Vegetarianos.

Neste artigo deixamos claro que ao contrário do que muitos oradores apregoam e mesmo do que Ramatis proclama, Hitler não era vegetariano pelos animais. Pensamos que talvez os médiuns, ao receberem esta mensagem , tenham sido tomados por um certo animismo que lhes propiciou dizer algo que a História, se bem estudada desmente com facilidade, assim como uma rápida busca pela internet ou com biografias do mesmo.

E o texto afirma que Chico Xavier comia carne, e recebemos, após a morte de Chico, inúmeros emails dizendo que na verdade ele era vegetariano.(???) Com quem se encontra então a verdade que pode anular esta contradição?

Talvez seja Albert Schweitzer que tenha a resposta para essa questão ao nos dizer que sofremos de dois grandes problemas : falta de reflexão e de hábitos herdados, dos quais não queremos nos libertar.

Falta de Reflexão: ela nos leva a esquecer que carne, bife,alimentação carnívora são apenas jogos de palavras que escondem de nós a realidade.falamos em Amor Divino, mas não vivemos esse Amor quando se trata de animais exatamente devido a:

Hábitos herdados : os hábitos que eram de nossos antepassados, que não se preocupavam com os animais talvez por desconhecerem que são sencientes e possuidores de uma alma em evolução, embora hoje muitos saibam é difícil abandonar um hábito, sobretudo quando não se deseja extingui-lo. 

Não estamos aqui falando apenas de caráter ou de potencial de mediunidade, estamos aqui falando sobre seres vivos, Centelhas Divinas , que são senscientes e com alma. se antes conseguíamos ignorá-los hoje, se nos colocamos como espíritas, não podemos ética e moralmente fazer isso, ou estudamos Kardec completamente e compreendemos suas palavras, ou nos calamos sobre assuntos que desconhecemos para não falarmos em interesse próprio:

O Espiritismo é, ao mesmo tempo, uma ciência de observação e uma doutrina filosófica. Como ciência prática ele consiste nas relações que se estabelecem entre nós e os Espíritos; como filosofia, compreende todas as consequências morais que decorrem dessas mesmas relações.
  (Allan Kardec)

Se o espiritismo é uma ciência de observação prática , há muito que já nos proporcionou, mesmo através da espiritualidade, a prova de que os animais são nossos irmãos. Se o espiritismo, como coloca Kardec, é uma filosofia, há muito que já desvelamos as consequência morais de nossos atos violentos contra os animais.

"Se algum dia a ciência provar  que o Espiritismo está errado em algum ponto, abandone este ponto e siga a ciência".(Allan Kardec)

O espiritismo traz provas de que os animais são espíritos encarnados e que reencarnam rumo a evolução.A Ciência provou que os animais são seres sencientes, que possuem a capacidade de sentir dor, medo, prazer ou alegria, igualmente provou sua consciência e sua inteligência . E se, como Kardec nos coloca : A ciência provar que o espiritismo , e neste caso colocaremos os Espíritas estão errados em algum ponto, abandonemos este ponto e sigamos a ciência.

Por que relutamos tanto em fazê-lo? 


Simone Nardi


Notas

1 . Umanos, colocamos deste modo para mostrar como o ser H-umano é muito incompleto



Na próxima parte desta discussão traremos um trecho do Livro " Transição Planetária" e a visão ainda deturpada de alguns oradores em relação as pessoas que se dedicam a proteção dos animais.

12 comentários:

  1. Muito interessante este artigo, parabéns = )

    ResponderExcluir
  2. Olá Art By Lu, agradecemos a visita e o incentivo

    ResponderExcluir
  3. Parabéns Si, mais claro que isso, só a minha luz....rrrss
    O que é mais triste nessa discussão toda, é a justificativa. Para justificar seus vícios, os Cristãos oradores, autores, palestrantes defendem uma posição
    edificada sobre a areia, como disse Jesus sobre um homem néscio, que edificou a sua casa sobre a areia." "Desceu a chuva, vieram as torrentes,
    sopraram os ventos e bateram com ímpeto contra aquela casa, e ela caiu: e foi grande a sua ruína."
    É um absurdo pessoas com conhecimento, cultura espiritualistas se esconderem atrás de justificativas do tipo comum que ouvimos todos os dias.
    Por que vc rouba? Há! Porque todo mundo rouba.
    Por que vc come carne? (= a um mandante de um crime) Para não responder, porque todo mundo come, busca essas justificativas em conteúdos
    totalmente superados. Porquê não ter a humildade tão apregoada, nos livros e palestras e dizer; “ainda como carne, infelizmente” (é difícil não?)
    Grande Abraço
    Getulio machado
    gsgetulio@ig.com.br

    ResponderExcluir
  4. Adorei "sua Luz" ter vindo aqui iluminar o blog, porque hoje nós estamos começando uma nova mudança, uma nova transformação, uma nova e difícil luta, Enfrentar aqueles que são os baluartes do espiritismo e que consentem uma violência da qual se envergonham de falar.
    Conto com mais artigos teus para o blog, não quero ficar apenas nas cartas
    Grande abraço
    Simone

    ResponderExcluir
  5. Finalmente uma parte dos espíritas parece ter despertado para o enfrentamento, chega de nos chamarem de chatos e nazistas, onde está a tão afamada caridade desses oradores ao se referir a outros dessa forma? Chega de fugirem de um assunto que chamam de Polêmico, só porque eles, e não a Doutrina, não deseja abandonar a carne.
    É hora de mostrar a eles que somos igualmente espíritas, e até mais conhecedores da Doutrina do que aqueles que a usam em beneficio próprio, da gula e da fraqueza , que usam da midia para dizer que quem ama os animais é tolo, é nazista é chato.
    Nos aliemos para combater esse mal que se dissemina numa Doutrina de amor, que é a cegueira ética e moral em relação aos animais.
    Escrevam para estes oradores, questionem durante suas palestras, não devemos nos calar mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem razão, demoramos demais para dar um basta nessa hipocrisia todos. Contamos com a colaboração de todos em escrever para as rádios e TVs, em questionar nas palestras, enfim, em lutar pelo nosso direito de lutar pelos animais.
      Grande abraço
      Simone

      Excluir
    2. Sou espírita e tbm não me conformo como uma pessoa que diz seguir essa Doutrina de Amor continua compactuando com o crime e a maldade praticada com animais inocentes, pelo simples prazer de devorar sua carne. Acorda gente e se mira no exemplo DAQUELE QUE É O MAIS PURO AMOR- JESUS

      Excluir
    3. Nossa voz tem que se levantar e mostrar certas verdades que ficaram escondidas até então, agradecemos seu contato sobretudo a colocação da frase final: Mirar-se no amor daquele é o mais puro amor,Jesus. se todos fizessem isso, esse Blog seria totalmente desnecessário, esperamos um dia que ele se torne isso e fale apenas do amor entre todos os seres.
      Grata pelo contato

      Excluir
  6. Adorei tudo. Muito elucidativo. Parabens!! Fora hipocrisia!! Viva os animais!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu, Susi, estamos trabalhando a cada dia para melhorar o blog, e contamos com a colaboração de todos vocês
      Grande abraço

      Excluir
  7. O pior cego é aquele que não quer ver...ou entender. Ser espírita e não compreender e respeitar os animais não dá p entender. Animais são nossos irmãos e estão em evolução como nós. E pelo visto estão bem mais adiantados. Vamos respeitar e amar os animais pois já passamos da época em que vivíamos nas cavernas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, não podemos mais aguardar por um Planeta de regeneração acreditando que isso vá resolver nossa preguiça moral, é preciso caminhar para alcançar a mudança.
      Agradecemos o contato, as palavras firmes e contamos com o auxilio de todos nessa jornada que não é nada fácil.

      Excluir

Comente; Sugira; Critique; Trabalhamos a cada dia para melhorar o Blog Irmãos Animais - Consciência Humana