sexta-feira, 28 de junho de 2013

Origem e Evolução do Princípio Inteligente




A essência da vida existe em todos os reinos, filhos da Luz Divina. Somos todos energia dessa energia Divina,portanto, irmãos em todos os reinos. As origens das inúmeras reencarnações pela qual passamos não chegam nítidas a nossa percepção humana, tudo o que sabemos, pela lógica Divina, é que nossos caminhos foram traçados desde a Mônada, e a partir dela atravessamos inúmeros reinos, entre eles os mais conhecidos que são o mineral, o vegetal , o animal , estagiando nas mais variadas espécies e angariando em cada uma um pouco a mais de conhecimento, até chegarmos a condição na qual nos encontramos hoje.



“ Deus não sopra um espírito e ali nasce um corpo”(Ismael Alonso).



Somente esta frase já justificaria nossa escalda evolutiva, não estacionária, mas libertária rumo a Luz Maior.



Adormecidos durante longo tempo no reino mineral, a história de cada um de nós se inicia muito antes , não nos cabe tentar desvendar todas as verdades nem todo o conhecimento em torno de nossa evolução, mas é a partir daí que nosso princípio vital inicia seu progresso. A vida não dá saltos, do reino mineral passamos a sonhar no reino vegetal e nos embrenhamos posteriormente no reino animal passando por inúmeras espécies até alcançarmos o modelo “humano” , tal como o conhecemos.



607 a) - Parece que, assim, se pode considerar a alma como tendo sido o princípio inteligente dos seres inferiores da criação, não?

 

“Já não dissemos que todo em a Natureza se encadeia e tende para a unidade? Nesses seres, cuja totalidade estais longe de conhecer, é que o princípio inteligente se elabora, se individualiza pouco a pouco e se ensaia para a vida, conforme acabamos de dizer. É, de certo modo, um trabalho preparatório, como o da germinação, por efeito do qual o princípio inteligente sofre uma transformação e se torna Espírito. Entra então no período da humanização, começando a ter consciência do seu futuro, capacidade de distinguir o bem do mal e a responsabilidade dos seus atos. Assim, à fase da infância se segue a da adolescência, vindo depois a da juventude e da madureza. Nessa origem, coisa alguma há de humilhante para o homem. Sentir-se-ão humilhados os grandes gênios por terem sido fetos informes nas entranhas que os geraram? Se alguma coisa há que lhe seja humilhante, é a sua inferioridade perante Deus e sua impotência para lhe sondar a profundeza dos desígnios e para apreciar a sabedoria das leis que regem a harmonia do Universo. Reconhecei a grandeza de Deus nessa admirável harmonia, mediante a qual tudo é solidário na Natureza. Acreditar que Deus haja feito, seja o que for, sem um fim, e criado seres inteligentes sem futuro, fora blasfemar da Sua bondade, que se estende por sobre todas as suas criaturas.”



Segundo Galileu “ não é necessário que um carrapato se transforme numa pulga, e ela num piolho e posteriormente numa formiga, a vida segue o rumo necessário a evolução de cada ser vivo”. Sendo assim, não é necessário que cada ser vivo estagie em todas as espécies para que prossiga em sua evolução como normalmente costumamos imaginar, a evolução não ocorre numa trilha reta  , não é preciso que a pequena aranha percorra todos os tipos existentes de aranhas para ascender, nem é preciso que o leão passe por todas as espécies de mamíferos, terrestres e aquáticos, para que um dia chegue a fase primata e posteriormente chegue ao modelo humano. A evolução se baseia na necessidade de cada ser vivo e cada ser vivo possui necessidades diferentes, adquiri conhecimentos de forma diferente, uns são mais rápidos, outros mais lentos, nesse caminho evolutivo existem várias trilhas evolutivas diferentes para cada ser, para que cada um possa ali estagiar e aprender um pouco mais conforme suas necessidades.



 Os mamíferos terrestres podem ir da evolução terrestre a aquática e vice-versa, angariando qualidades, armazenando conhecimentos que nunca serão perdidos, pois que o fluído cósmico universal se encontra em todos os reinos.



Só é preciso que não nos esqueçamos de que o carrapato, a pulga, assim como tantos outros insetos, bem como os mamíferos, as aves, os peixes são todos eles Princípios Inteligentes Universais adequados cada qual para aquele determinado momento, ou seja, as suas necessidades materiais. Os insetos, com suas antenas longas, com seus três pares de pernas, asas, são muitas vezes vistos por alguns como seres assustadores, mas são também Princípios Inteligentes que apenas estagiam naqueles corpos com a missão de elevarem-se à Deus.Assim como os invertebrados de todas as classes, desde os protozoários ao equinodermos, nenhum ser existente na Terra está fora de um ciclo evolutivo



Assim todos nós evoluímos e os reinos nos servem de estágios de aprendizagem de moralidade e amor, como podemos ver nos animais que amam seus tutores, que os protegem porém que nem sempre recebem deles o mesmo carinho desprendido, amor este que aos poucos nosso egoísmo vai esmagando.



Conforme a espécie vai evoluindo, seu corpo perispiritual também irá se modificando, e é preciso asseverar que nem toda mudança, nem toda evolução ocorre no orbe terrestre, mas se faz em outros planetas, outras colônias espirituais.É o que ocorre quando o espírito alcança a fase primata, o restante de sua evolução até que atinja o reino hominal não ocorrerá no Planeta terra, mas a modificação perispiritual e parte de sua caminhada evolutiva, ocorrerá em outro plano, assim como nos coloca a questão 607 do Livro dos Espíritos:


607 b) Esse período de humanização principia na Terra?
 
“A Terra não é o ponto de partida da primeira encarnação humana. O período da humanização começa, geralmente, em mundos ainda inferiores à Terra. Isto, entretanto, não constitui regra absoluta, pois pode suceder que um Espírito, desde o seu início humano, esteja apto a viver na Terra. Não é freqüente o caso; constitui antes uma exceção.”



Sendo todos os espíritos criados por Deus, todos caminham, cada qual em seu momento evolutivo ruma a uma perfeição relativa, agregando conhecimentos através das experiências vividas em cada uma das fases por onde estagiou.




Referências



Allan Kardec- Livro dos Espíritos

                        Evangelho Segundo o Espiritismo


Simone Nardi


Redação do blog Irmãos Animais - Consciência Humana






Gostou deste artigo?
Mande um recado pelo
FALE CONOSCO 
Nos Ajude a divulgar 
Twitter    




©Copyright Blog Irmãos Animais-Consciência Humana - Simone Nardi -2013 
 Todos os direitos reservados 
RESPEITE OS DIREITOS AUTORAIS - CÓPIA E REPRODUÇÃO  LIBERADAS DESDE QUE CITADA A FONTE - 2013


Um comentário:

  1. Como sempre querida amiga você foi fantástica na sua matéria!!!!!!!!!Ulalá Lambeijocas

    ResponderExcluir

Comente; Sugira; Critique; Trabalhamos a cada dia para melhorar o Blog Irmãos Animais - Consciência Humana