segunda-feira, 10 de junho de 2013

O Espiritismo e os Animais : Ciência ,Religião e Filosofia numa jornada de amor- pt 15

O Espiritismo a Ciência e os Animais




Parte 15



Ame os animais: Deus lhes deu os rudimentos do pensamento e a alegria despreocupada. Não estrague sua alegria, não os assedie, não o os prive de sua felicidade, não contrarie a vontade de Deus.
Fydor Mikhailovich Dostoevsky



Terminamos aqui nosso pequeno estudo sobre alguns trechos do “Livros dos Espíritos” em relação aos animais.Não é nosso intuito estudar e emitir reflexões sobre todo o livro, sabemos que há ainda outras questões que poderiam ser estudadas, mas o tempo de encarregará de nos instruir quanto a isso.Agradecemos a leitura e pedimos que todos prossigam nos estudos.


Compreensão dos males causados aos animais:Moralidade


780 a . Como o avanço intelectual pode gerar o progresso moral?
R.  Ao fazer compreender o bem e o mal; o homem, então, pode escolher. O desenvolvimento do livre-arbítrio segue o da inteligência e aumenta a responsabilidade dos seus atos.



Muito será cobrado daquele que muito sabe. Emmanuel Levinas, filósofo, coloca essa responsabilidade de forma muito clara ao dizer:
 "...nós somos todos culpados de tudo e de todos, e eu mais que todos os outros"[...] Assim, a via que se abre diante do homem ético não é ladrilhada por promessas de uma vida feliz, mas, ao contrário, quanto mais se aperfeiçoa a consciência moral, mais parecem multiplicar-se os motivos de inquietude e de insônia pela miséria dos outros, e ainda fazem-se prováveis as possibilidades de sofrimento por causa dos outros, ou melhor, na lógica da responsabilidade, por outros[1]


Ou seja, compreender o bem e o mal é o que nos tornará espiritualizados moralmente porque esse conhecimento de “bem” e de “mal”, irá direcionar nossas ações fazendo-nos progredir moralmente, posto que o conhecimento aumenta a nossa  responsabilidade diante desse outro que sofre. Hoje compreendemos todos os males que causamos aos animais, escudamo-nos, porém, atrás de nosso “livre arbítrio” tentando abrir mão da responsabilidade que pesa sobre nossos ombros, porém, a moralidade é algo inevitável e seremos todos condenados a essa liberdade do livre arbítrio, até que atinjamos a moralidade.


607. Foi dito que a alma do homem, em sua origem, está no estado semelhante ao da infância da vida corporal, que sua inteligência apenas desabrocha e ela ensaia para a vida. (Veja a questão 190.) Onde o Espírito cumpre essa primeira fase?
R. Em uma série de existências anteriores ao período que chamais humanidade.


Antes de atingirmos essa forma humanóide, evoluímos por muitos outros reinos, não apenas os que conhecemos como mineral, vegetal e animal,mas uma infinidade de mundos que ainda desconhecemos, mas que nos servem de trampolim evolucional para que alcancemos a fase na qual hoje nos encontramos e que conhecemos como hominal. Somos eternos, criados para evoluir sempre, do mais insignificante ser ao mais gigante de todos, estamos todos submetidos às Leis Divinas e Deus é o destino de todos e com isso aumenta a nossa responsabilidade.


607a.  Assim, pode-se considerar que a alma teria sido o princípio inteligente dos seres inferiores da Criação?
R. Não dissemos que tudo se encadeia na natureza e tende à unidade? É nesses seres, que estais longe de conhecer inteiramente, que o princípio inteligente se elabora, individualiza-se pouco a pouco e ensaia para a vida, como já dissemos. É, de algum modo, um trabalho preparatório, como a germinação, em que o princípio inteligente sofre uma transformação e torna-se Espírito. É então que começa o período da humanização e com ela a consciência de seu futuro, a distinção entre o bem e o mal e a responsabilidade dos seus atos. Assim como depois da infância vem a adolescência,  depois a juventude e, enfim, a idade adulta. Não há, além disso, nessa  origem nada que deva humilhar o homem. Será que os grandes gênios se sentirão humilhados por terem sido fetos em formação no seio de sua mãe? Se alguma coisa deve humilhá-lo é sua inferioridade perante Deus e sua impotência para sondar a profundidade dos seus desígnios e a sabedoria  das leis que regem a harmonia do universo. Reconhecei a grandeza de Deus nessa harmonia admirável que faz com que tudo seja solidário na natureza. Acreditar que Deus pudesse fazer alguma coisa sem objetivo e ter criado seres inteligentes sem futuro seria blasfemar contra sua bondade, que se estende sobre todas as suas criaturas.


A obra Divina nos criou como pequenas centelhas, nos fazendo tomar inúmeras formas perispirituais e materiais desde a mônada, nos modificando lentamente em cada estágio, nos adaptando, nos fazendo aprender, o principio intelectual tornou-se intelecto, inteligência, basta-lhe agora saber dirigi-la ao bem. Noutra oportunidade, já colocamos aqui a mensagem de um amigo espiritual que cuida de animais , na qual ele coloca com clareza nossas fases evolutivas e nosso despertar, bem como traça, posteriormente em outra mensagem, esse nosso caminho da infância à humanidade, não há dúvida que todos evoluem, não há dúvida que viemos da Luz e que voltaremos à Luz, mas depende de cada um o tempo que isso vai levar.


607b. Esse período de humanização começa na nossa Terra?
R.  A Terra não é o ponto de partida da primeira encarnação humana; o período de humanização começa, em geral, nos mundos ainda mais inferiores; entretanto, essa não é uma regra geral, e poderia acontecer que um Espírito, desde o começo de sua humanização, estivesse apto a viver na Terra. Esse caso não é frequente; é, antes, uma exceção.


André Luiz, em seu livro “Evolução em Dois Mundos” descreve com riqueza a formação dos reinos ( por nós conhecidos), e Galileu Galilei em seu livro “A Origem dos Seres”, faz uma continuidade dessa descrição, mas agora vista pelos olhos de um cientista, acentuando que a mudança entre os reinos não ocorre repentinamente, mas em muitos e muitos anos devido a necessidade da mudança e reorganização do perispirito, além de reafirmar que quase sempre, tal mudança não ocorre na Terra.


Mensagem espiritual sobre os animais

“Vocês aprendem na escola que passam por todos os reinos: mineral, vegetal, animal e hominal . E são como crianças que começam no pré-primário, passam pelo primário, ginásio, colégio e galgam a faculdade. O orgulho os cega e passam a ser “doutores”, que só conversam com “doutores”, esquecendo-se das criancinhas do pré-primário.
Que tristeza.
Nós temos um trabalho importante, mas as Casas Espíritas não nos dão abertura para continuarmos, não se lembram de nós em suas vibrações embora digam que todas as criaturas são filhas de Deus.
Aprendam a amar enquanto há tempo.”

Um amigo espiritual



Referências Bibliográficas

Allan Kardec- O Livro Dos Espíritos
André Luiz - Evolução em Dois Mundos
Galileu Galilei - A Origem dos Seres,


Simone Nardi


Redação do blog Irmãos Animais - Consciência Humana




[1] Emmanuel Levinas: Para uma sociedade sem tiranias- Rossana Rolando-pg 7 § 1 e 3.(grifo do autor)
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente; Sugira; Critique; Trabalhamos a cada dia para melhorar o Blog Irmãos Animais - Consciência Humana